Em junho, música é destaque no Programa de Gratuidade de Pautas

23 abr

Imagem

É hora de soltar a sua voz!  No mês de junho, a música dará o tom ao Programa de Gratuidade de Pautas e você pode se tornar parte desse acorde que soará nos dezessete Espaços Culturais da SecultBA. Em todo o período, serão disponibilizadas pautas gratuitas para atividades artístico-culturais relacionadas à temática. As solicitações devem ser realizadas durante o mês de maio.

O Programa de Gratuidade de Pautas dos Espaços Culturais da SecultBA consiste na disponibilização de pautas a custo zero para a realização de atividades artístico-culturais. A cessão de pauta a grupos e artistas residentes na Bahia é feita mediante a apresentação de proposta em uma das cinco linhas de atuação do programa: Mês Temático, Grupos Artísticos, Terças e Quartas, Artes Visuais e Ações Formativas.

O objetivo é promover e ampliar o acesso ao uso dos espaços culturais, para com isso oferecer uma programação diversificada, mais intensa e atrativa para os diferentes públicos e criadores. Participam do Programa os 17 centros de cultura mantidos pela Secretaria sob coordenação da Diretoria de Espaços Culturais (DEC). Destes, cinco estão na capital e 12 no interior.

 

Como solicitar a pauta gratuita
Para solicitar pauta é preciso entrar em contato com a coordenação do espaço cultural de interesse, verificar a disponibilidade de agenda, preencher o formulário de pedido de pauta e encaminhá-lo para a coordenação com o prazo mínimo de 30 dias. É recomendável que o proponente encaminhe informações e materiais adicionais, se houver, que possam complementar a proposta apresentada no pedido de pauta, como por exemplo: cópia de matérias publicadas na imprensa, fotografias, vídeos, programas, cartazes, dentre outros.

Para maiores informações acesse o blog da DEC: www.espacosculturaisbahia.org ou mande e-mail para: diretoria.espacos@cultura.ba.gov.br.

 

Palacete das Artes promove homenagem a Dorival Caymmi

23 abr

Livro de poesia, oficina de balé e homenagens a Manoel de Barros e Dorival Caymmi integram programação do projeto Trocando Palavras, promovido pelo Palacete das Artes – sábado – dia 26 de abril

Imagem

O Palacete das Artes promove sábado (26 de abril) mais uma edição do projeto Trocando Palavras. O público terá a oportunidade de trocar suas obras literárias, além de doar publicações para a mesma iniciativa. Às 15h, o Sarau Prosa e Poesia prestará uma homenagem ao poeta Manoel de Barros, com o convidado Bruno Masi (cantor e compositor).

E como abril é o mês da dança, o Palacete vai oferecer uma oficina de balé para crianças de 5 a 10 anos, das 15h às 16h. O objetivo da aula, com instrução da professora Elidiane Serafim, é trabalhar a coordenação motora, criatividade e a arte, consciência corporal, desenvoltura rítmica, além de leveza, graciosidade, disciplina e dedicação entre as crianças.

Às 16h, a poetisa baiana Inaiá Costa Simões lança o livro de poesia “Labirinto de Eva”. Na obra, suas poesias remetem ao mundo da mulher, da superação, dos planos cindidos, à busca da força, esperança e da felicidade nos mistérios da vida. São 75 páginas que contam com uma disposição gráfica criativa e sensível, com capítulos que apresentam imagens do corpo da própria poetisa e elementos da natureza, folhas e flores, remetendo a poesia visual ao mundo do Labirinto, fotografada pela renomada Alice Ramos.

O prefácio foi escrito pelo premiado poeta piauense Rubervam Du Nascimento, que recitará algumas poesias. A orelha é assinada por José Carlos Capinam. Haverá também as participações de Alexandre Leão, cantando músicas de Dorival Caymmi e do violonista Kito Matos.

A escritora lançou seu segundo livro em 2004, “Saudades e Outras Tatuagens”, publicação que integrou a VIII Bienal do Livro da Bahia. “Inaiá revela uma poesia densa de lirismo, capaz de transfigurar o real e de reordenar o caos nosso de cada dia”, refere-se o escritor baiano Guido Guerra, ao prefaciar a obra. Simões ganhou Menção Honrosa no Prêmio O Buriti 2013 – Poesias – com a poesia Superação.

 

SERVIÇO:

Projeto Trocando Palavras

26 de abril, das 14h às 19h

Palacete das Artes

Rua da Graça, 284

www.palacetedasartes.ba.gov.br

Nota de Cancelamento

17 abr

Lamentamos informar outro cancelamento.
A programação do Quarta que Dança, prevista para acontecer no no Espaço Xisto Bahia, nos Barris nesta Sexta, dia 18, também ficou inviável, diante da incerteza desses últimos dias. Esperamos em breve poder comunicar o retorno às atividades normais dos Espaços Culturais da SecultBA.

Nota de Cancelamento

17 abr

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) informa que as atividades marcadas para este sábado (19) e domingo (20) no Centro de Cultura Olívia Barradas, em Valença, foram canceladas em virtude da sensação de insegurança causada pela greve dos policiais militares, com impacto direto sobre o público frequentador do local. Reiteramos que o Governo do Estado trabalha para garantir a segurança da população.  A SecultBa, por sua vez, está concentrada em devolver o mais breve possível as opções de lazer cultural à população baiana.

Nota de Cancelamento

17 abr

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) informa que a eliminatória da Batalha de Hip Hop, programação do projeto VivaDança agendada para esta quinta-feira, 17,  no Cine Teatro Solar Boa Vista, foi cancelada. A medida justifica-se em razão da dificuldade com transporte público ocasionada pela greve da Polícia Militar. Reforçamos que o Governo do Estado trabalha para garantir a segurança do estado – homens do Exército e da Força Nacional já estão presentes na capital baiana. A SecultBA, por sua vez, está concentrada em normalizar o mais breve possível a programação, devolvendo as opções de lazer cultural à população.

FUNCEB ITINERANTE 2014 promove encontros em sete cidades da Bahia

15 abr

Pelo terceiro ano, comitiva formada pelos dirigentes da Fundação Cultural do Estado da Bahia visita municípios do interior baiano para discutir políticas públicas para as Artes

Imagem

Pelo quarto ano consecutivo, a Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), realiza o FUNCEB ITINERANTE, projeto prioritário que fortalece a diretriz de territorialização nas políticas públicas para as artes no estado. A iniciativa reúne os dirigentes da FUNCEB para visitar territórios baianos, promovendo encontros com o objetivo de estabelecer contato com realidades distintas para a discussão e concepção das ações para as Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro. A viagem, que este ano dura 13 dias, vai passar por Feira de Santana, no Portal do Sertão (3/5); Pintadas, na Bacia do Jacuípe (4/5); Juazeiro, no Sertão do São Francisco (6/5); Irecê, no território de mesmo nome (8/5); Ibotirama, no Velho Chico (10/5); Caetité, no Sertão Produtivo (12/5); e Amargosa, no Vale do Jiquiriçá (14/5).

Com esta lista, o FUNCEB ITINERANTE completa a sua intenção de ter alcançado, ao longo do quadriênio da gestão, todos os 27 territórios de identidade da Bahia, incluindo a presença da sede da FUNCEB no território Metropolitano de Salvador. Terão sido mais de 10 mil quilômetros rodados para o contato direto com mais de mil cidadãos nas reuniões, além de visitas a espaços culturais e locais representativos para a cultura de cada região, bem como conversas com artistas, gestores e gente que faz a produção cultural do interior da Bahia ser rica, diversa, viva, atuante. Assim como aconteceu nos últimos dois anos, um blog registrará o diário de bordo da itinerância, com as experiências vividas e em busca de contribuir para a divulgação destes múltiplos cenários: www.fundacaocultural.ba.gov.br/funcebitinerante.
A equipe que integra a comitiva é formada pela diretora geral da FUNCEB, Nehle Franke; a diretora das Artes, Lia Silveira; a coordenadora de Artes Visuais, Elaine Pinho; a coordenadora de Circo, Vika Mennezes; o coordenador de Dança, Matias Santiago; a coordenadora de Literatura, Milena Britto; o coordenador de Música, Cassio Nobre; a coordenadora de Teatro, Maria Marighella; a assessora de Audiovisual e coordenadora do Bahia Film Commission, Alessandra Pastore; o assessor de Relações Institucionais, Kuka Matos; além de assessores técnicos.
Todos eles se farão presentes nos encontros em cada município, que são abertos ao público, e acontecem durante todo o dia (ver horários no serviço abaixo). Em articulação com representantes territoriais da SecultBA presentes em todo o estado e dirigentes locais, a atividade intenciona atrair às cidades visitadas cidadãos de todo seu entorno: artistas, produtores, gestores, professores, pesquisadores, multiplicadores, estudantes e demais profissionais e pessoas interessadas nas Artes. A realização do projeto conta ainda com apoio das prefeituras municipais das cidades envolvidas e da Diretoria de Espaços Culturais da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult/SecultBA).
Além de pautar as linguagens artísticas e as ações realizadas pela FUNCEB, inclusive com uma pretensão devolutiva do que foi feito nos últimos anos, os encontros visam a estimular a organização dos setores artísticos, fomentar o debate, ouvir a sociedade em relação às demandas para as linguagens artísticas e promover a articulação com agentes, grupos e instituições culturais do interior da Bahia. O FUNCEB ITINERANTE 2014 tem ainda o intuito de mobilizar os cidadãos para as eleições do segundo mandato, do biênio de 2015-2016, dos Colegiados Setoriais das Artes da Bahia, cuja consolidação é um dos desdobramentos mais relevantes do projeto.
Histórico do FUNCEB ITINERANTE – Na 1ª edição, entre agosto e setembro de 2011, foram visitadas as cidades de Alagoinhas (Litoral Norte-Agreste Baiano), Senhor do Bonfim (Piemonte Norte do Itapicuru), Itaberaba (Piemonte do Paraguaçu), Barreiras (Oeste Baiano), Vitória da Conquista (Vitória da Conquista) e Ilhéus (Litoral Sul). Na 2ª edição, em junho de 2012, a passagem foi por Teixeira de Freitas (Extremo Sul), Jequié (Médio Rio das Contas), Santa Maria da Vitória (Bacia do Rio Corrente), Seabra (Chapada Diamantina), Euclides da Cunha (Semiárido Nordeste II) e Cruz das Almas (Recôncavo). Já na 3ª edição, entre maio e junho de 2013, Valença (Baixo Sul), Porto Seguro (Costa do Descobrimento), Itapetinga (Médio Sudoeste), Macaúbas (Bacia do Paramirim), Jacobina (Piemonte da Diamantina), Paulo Afonso (Itaparica BA/PE) e Serrinha (Sisal) foram as sedes dos encontros.
A partir do que foi apreendido nesta circulação, o planejamento de ações da FUNCEB vem buscando dar retornos às demandas existentes. Dentre os reflexos deste processo, está o edital Calendário das Artes, atendendo ao pleito de instituir um mecanismo de apoio com premissas de territorialização da distribuição de recursos. Outro desdobramento fundamental ocorreu a partir da edição de 2012, quando o FUNCEB ITINERANTE permitiu a eleição de membros para composição dos Grupos de Articulação Setorial (GAS), que, com representantes de toda a Bahia, deram andamento ao processo de formação dos Colegiados Setoriais das Artes da Bahia, posteriormente instituídos em dezembro de 2012. Assim, a ação contribuiu decisivamente para que se concretizasse este feito inédito na institucionalização da Cultura no estado.
 
FUNCEB ITINERANTE 2014
03/05 (sábado): FEIRA DE SANTANA
Centro de Cultura Amélio Amorim, 10h às 18h
04/05 (domingo): PINTADAS
Colégio Estadual Normal de Pintadas, 9h às 18h
06/05 (terça-feira): JUAZEIRO
Centro de Cultura João Gilberto, 10h às 18h
08/05 (quinta-feira): IRECÊ
Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, 9h às 18h
10/05 (sábado): IBOTIRAMA
Centro Territorial de Educação Profissional, 9h às 18h
12/05 (segunda-feira): CAETITÉ
Casa Anísio Teixeira, 9h às 18h
14/05 (quarta-feira): AMARGOSA
Centro de Formação de Professores/UFRB, 9h às 18h
Credenciamento: Meia hora antes do início das atividades
Intervalo para almoço: 12h às 14h
Aberto ao público
Realização: Dirart/ FUNCEB/ SecultBA

3ª Bienal da Bahia começa nesta quarta-feira no Teatro Vila Velha

15 abr

Imagem

A Universidade Livre do Teatro Vila Velha (TVV) faz apresentação do ‘Experimento 2.1’, nesta quarta-feira (16), às 18h, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM), dando início à sua participação na 3ª Bienal da Bahia 2014. A entrada é franca, até atingir a lotação do casarão do MAM, que tem capacidade máxima de 300 pessoas.

A encenação é voltada para o universo do autor teatral inglês William Shakespeare, a partir de ‘Hamlet’. Contempla ainda os 50 anos do Vila – comemorados em 2014 – e à 3ª Bienal da Bahia, que rememora as bienais baianas de 1966 e 1968, esta última interrompida pela ditadura civil e militar (que também completou 50 anos em 1º de abril), com confisco de obras de arte e prisão de artistas.

O grupo do TVV utilizará como palco a escada do Solar do Unhão, criada pela arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, e inspirada nas rodas das antigas carroças de madeira puxadas por bois. Lina foi responsável também pela reforma do complexo arquitetônico do Unhão na década de 1960 e a concepção do museu popular, depois transformado em MAM. O grupo realiza mensalmente cenas em processo para pesquisar montagens de seus espetáculos. Em 2013 foram apresentados seis ‘Experimentos’ baseados na obra ‘Frankenstein’, de Mary Shelley.

De acordo com o diretor artístico do TVV, Marcio Meirelles, os 50 anos do Vila provocou uma reflexão sobre o momento atual a partir das memórias do teatro, “da mesma forma como faz agora a 3ª Bienal, que está trabalhando com as memórias da década de 1960 nas artes, reencenando as memórias das outras duas bienais baianas (1966 e 1968)”.]

SERVIÇO:
O que: ‘Experimento 2.1’ – Universidade Livre do Teatro Vila Velha
Onde: casarão do MAM, Solar do Unhão, Avenida Contorno s/nº, Salvador, Bahia
Quando: 16/04, quarta-feira, às 18h
Informações: http://www.bienaldabahia2014.com.br

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.808 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: