Bienal da Bahia promove Bate Papo na Laje neste sábado (26)

24 jul

Acervo-da-laje-3-1024x682

 

Acervo da Laje, localizado no bairro de Plataforma e um dos espaços expositivos da 3ª Bienal da Bahia – evento promovido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA) – sedia no próximo sábado, 26 de julho, às 14 horas, o debate “Bate Papo na Laje”. O tema central do evento é “A arte do subúrbio: linguagens e desafios”, contando com a participação do diretor do Museu de Arte Moderna e curador chefe da Bienal, Marcelo Rezende, da produtora cultural Jordana Feitosa e de José Eduardo Ferreira, curador do Acervo da Laje.

No espaço, encontram-se peças criadas por autores do Subúrbio Ferroviário de Salvador (SFS). São pinturas, imagens, esculturas feitas com palha, cerâmica, brinquedos, entre outras peças. A mostra fica até o dia 07 de setembro, toda segunda, quarta, sexta, sábado e domingo, das 9h às 17h, com entrada franca.

O acervo organizado pelo educador José Eduardo Ferreira integra o Museu Imaginário do Nordeste, Departamento do Saber Universal, Seção Psicologia do Testemunho. O projeto atua como uma espécie de museu que reúne obras de artistas invisíveis da periferia de Salvador, sobretudo do Subúrbio Ferroviário. Além disso, conta também com uma obra do artista argentino radicado em Salvador Reynaldo Eckenberger.

“A periferia produz a beleza e a alegria do mundo”, afirma José Eduardo Ferreira. Autor de livros como Novos Alagados: Histórias do Povo e do Lugar e Travessias: a Adolescência em Novos Alagados, ele explica que o Acervo da Laje tem como proposta social a reconstrução do mosaico simbólico da periferia de Salvador, restituindo dignidade, cultura, acesso às obras de arte e à beleza, envolvendo lugares como Alto do Cabrito, Coutos, Periperi, Novos Alagados, Coutos, Ribeira e Pirajá.

SERVIÇO:

Bate Papo na Laje

Quando: 26 de julho, 14 horas

Onde: Acervo da Laje (Rua Nova Esperança, 34-E, São João do Cabrito – Plataforma, Salvador).

Entrada franca

Últimos dias para indicações de candidatos à Comenda do Mérito Cultural

23 jul

Pessoas físicas e jurídicas têm até o dia 31 para indicar personalidades e instituições que prestaram contribuições relevantes para a cultura da Bahia 

O prazo para indicações de órgãos e entidades públicas e privadas, estaduais, nacionais ou estrangeiras a serem homenageadas com a Comenda do Mérito Cultural segue até odia 31 deste mês. A distinção tem como objetivo homenagear personalidades que prestaram relevantes contribuições para a cultura da Bahia, e foi instituída pelo Governo da Estado através do decreto nº 14. 917, de 08 de janeiro de 2014, no âmbito da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). Para indicar seus candidatos, a sociedade – pessoas físicas ou jurídicas – devem preencher o formulário com dados e breve histórico do(a) indicado(a), disponível no site www.cultura.ba.gov.br.

Excepcionalmente, neste primeiro ano, serão concedidas 30 comendas, sendo dez em cada uma das três classes divididas em Júnior, Sênior e Póstuma. As comendas da primeira categoria destinam-se a personalidades ou instituições em ascensão no cenário cultural. As da segunda contemplam nomes já consolidados e de relevância incontestável para a cultura baiana. As da classe póstuma deverão ser entregues aos sucessores diretos dos agraciados, sendo um reconhecimento da atuação em prol da cultura baiana de alguém já falecido. A partir do segundo ano, serão concedidas 15 comendas, sendo cinco em cada uma das classes.

O secretário estadual de Cultura, Albino Rubim, explica que, da mesma forma que o Governo Federal dispõe da Ordem do Mérito Cultural para homenagear personalidades e instituições relevantes para o campo da cultura no Brasil, a Bahia passa agora a dispor da Comenda do Mérito Cultural. “No nosso estado, a escolha dos homenageados não será apenas realizada pelo poder público. Asociedade terá participação garantida na indicação daspersonalidades e instituições que construíram e promoveram a nossa Cultura”, afirma.

Os atos de concessão da Comenda do Mérito Cultural são administrados por uma Comissão formada pelo secretário Estadual de Cultura e mais 15 membros representantes das seguintes instituições: Associação Baiana de Imprensa, Academia de Ciências da Bahia, Academia de Letras da Bahia, Centro de Culturas Populares e Identitárias da SecultBA, Conselho Estadual de Cultura, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon, Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento da Bahia, Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, Sindicato dos Artistas e Técnicos em Diversões do Estado da Bahia, Superintendência de Promoção Cultural da SecultBA, Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura da SecultBA, um representante das universidades estaduais da Bahia e um representante das instituições federais de ensino superior da Bahia.

A entrega das insígnias e diplomas deve acontecer uma vez por ano em ato solene, preferencialmente na data simbólica do dia 05 de novembro, quando se comemora o Dia Nacional da Cultura.

Confira a programação do Solar!

23 jul

julhosolar_programac3a7c3a3o_web1

Dentro da programação Julho + SOLAR o Cine Teatro Solar Boa Vista estreia a 1ª Semana da Mulher Negra de 19 a 25 de julho. Celebrando o dia 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, a programação conta com uma grade de atividades e eventos para refletir e enaltecer todas as mulheres negras latino-americanas e caribenhas.  Hoje, dia 23, é aberta a exposição e exibição do documentário “Pedra da Memória de Renata Amaral – Diálogos BRASIL BENIN”, às 19h.

Cine Teatro Lauro de Freitas recebe o espetáculo Pisit Mota Por Umas e Por Outras

23 jul

Cartaz-Lauro-de-Freitas

Pisit Mota segue viagem pela região metropolitana de Salvador e chega em Lauro de Freitas.

O espetáculo teatral Por Umas e Por Outras, chega ao Cine Teatro Lauro de Freitas nos dias 02 e 03 de agosto. Escrito e dirigido pelo próprio ator, Pisit Mota, Por Umas e Por Outras tem duração de 80 minutos e já foi conferido por mais de 15 mil expectadores mesclando stand upcomedy, intervenções de áudio e vídeos produzidos para a internet, em parceria com a +1! Filmes, que já somam mais de 50 milhões de visualizações.

Através destes recursos o artista imprime seu humor e irreverência sobre as principais questões sociais e culturais presentes em nossas vidas. Partindo deste pensamento o ator insere no universo do palco questões como a homofobia e o preconceito social, a violência cultural e psicológica acometida pelo caos social urbano.

Serviço:

Pisit Mota Por Umas e Por Outras

Data: 02 e 03 de agosto, às 20h

Local: Cine Teatro Lauro de Freitas - (71) 3288-8350

Ingressos: R$10,00 (meia) / R$20,00 (inteira)

Classificação: 16 anos

Quer fazer coisa boa essa semana? Confira a programação do Xisto

22 jul

Ode à Loucura – Cia Mote de Teatro

Até 27 de Julho
Quinta-feira – 20h (pré-estreia)
Sexta a Sábado – 20h / Domingo – 19h
R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia)

53c3ef9b024ef3.83271075

Ode à Loucura se encontra entre os espetáculos que não podem ser medidos pela regra. O desconcerto e a instabilidade instauram a concepção que se baseia no seguinte tema: Cidadãos que depois de amargar anos num manicômio judiciário, estão definitivamente considerados aptos para viver em sociedade. É a última noite deles. Como estarão, quem são?  O ato de questionar a sua posição no mundo e a diferença entre eles e os ditos normais, toma de uma forma bem humorada o palco do teatro. Onde se encontra o manicômio? Num tribunal, numa sala de cinema ou numa aula de filosofia? O espetáculo passa longe do diagnóstico feito pela ciência, porém passa muito perto das humanidades e da função social de cada indivíduo.

Ficha Técnica: Texto e Direção: Lucas Passos de Morais. Elenco: Alberto Abreu ; Diva Kardoso; Fernanda Cristall; Filipe Dias ; Luana Vieira ; Karla Koimbra ; Marcos Sampaio e Yuri Rebouças.


 

BARRINHO, o menino de barro
19 de Julho a 31 de Agosto
Sábados e Domingos – 16h
R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia)

webflyer-calendario-das-artes-2014

Brincando com o barro, um menino cria um boneco a sua imagem e semelhança, apelidado de “Barrinho”, que se torna o seu brinquedo mais querido. Em uma noite de lua cheia, porém, o menino deseja profundamente uma companhia, alguém com quem possa conversar. Olha para o céu e pede um irmão. Nesse momento,Barrinho ganha vida e começa a falar. Barrinho fala sobre comportamentos humanos, dá exemplos, faz reflexões sobre a vida. Ele faz e canta musicas, fala do barro, do trabalho manual. É da terra, do barro, que temos as casas de pau a pique, os vasos e jarros de barro, as moringas.


III BIENAL DA BAHIA – Mostra de Videodança
21 de Julho
Segunda – 19h
$ gratuito

Realização da Mostra de Videodanças da III Bienal da Bahia. Tal atividade diz respeito a uma parceria entre a Bienal e a Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia através da exibição pública de videodanças cedidos pelo Acervo Mariposa. As obras a serem apresentadas serão curadas através dos temas propostos pela III Bienal da Bahia.


PRA FALAR DO AMOR – Show de Taii Lopez
24 de Julho
Quinta-feira – 20h
R$ 15,00 (inteira) / R$ 7,50 (meia)

tai

Amor. Imagine o amor. Ele pode ter muitas formas, cores, sabores diferentes, aromas diversos, ritmos variados e muitas histórias. Histórias em preto e branco, coloridas, registradas em imagens, ditas em poesias, gravadas em canções. Amar. Sentimento. Corpo. “Pra Falar Do Amor” mergulha neste universo grandioso do amor, do amar. E expõe em versos, canções, texturas e tons diferentes, o simples ato de amar e dizer o amor. Seja numa canção de ninar ou simplesmente no silêncio da foto, lá estará ele na sensação do momento.

Este projeto busca através da música, em consonância com outras linguagens artísticas (dança, performance, instalação e fotografia), ilustrar as
várias formas do amar . O projeto é realizado pela dançarina/cantora Taii Lopez,
artista com vasta experiência no trabalho de voz e corpo. Independente, possui experiência profissional como dançarina intérprete e criadora, atuando no cenário da dança contemporânea e da música popular brasileira, procurando sempre agregar conteúdos de outras linguagens artísticas em seus trabalhos.


ENCONTROS DE DOMINGO de JULHO – LIGA DA ALEGRIA
27 de Julho
Domingo – 9h
R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia) – passaporte Adulto+Criança: R$ 20,00
Neste domingo, 27 de Julho, o Espaço Xisto Bahia realizará mais uma edição do
projeto Encontros de Domingo. Desta vez, a alegria da criançada ficará por
conta do grupo Liga da Alegria, que trará muita música e rock in roll para os
pequenos. O tradicional café da manhã regional, contação de histórias e
brincadeiras tradicionais completam a programação.

A Liga da Alegria apresentará o espetáculo Aventura do Rock, promovendo uma
iniciação ao universo do gênero musical, utilizando cenas teatrais, números de
circo, surpresas, brincadeiras e muito mais.

 

Companhia Mote de Teatro apresenta ‘Ode à Loucura’ no Espaço Xisto Bahia

22 jul

53c3ef9b024ef3.83271075

Nesta sexta-feira, 18 de julho, a Companhia Mote de Teatro estreia o espetáculo “Ode à Loucura”. A apresentação começa às 20h, no Espaço Xisto Bahia, permanecendo em cartaz também aos sábados e domingos até 3 de agosto. Os ingressos custam de R$ 10 a R$ 20.

Assinada e dirigida por Lucas Passos de Morais, a peça é inspirado no conto “O Muro”, de Jean-Paul Sartre. A obra remonta ao último dia de exílio de presos políticos na véspera de serem executados pelo batalhão de fuzilamento.

Em “Ode à Loucura”, o elenco formado por Alberto Abreu, Diva Kardoso, Fernanda Cristall, Filipe Dias, Luana Vieira, Karla Koimbra, Marcos Sampaio e Yuri Rebouças vive um grupo de loucos reabilitados em seu último dia no manicômio.

SERVIÇO
QUANDO:
18/07 a 01/08
Sextas às 20:00
19/07 a 02/08
Sábados às 20:00
20/07 a 03/08
Domingos às 19:00
QUANTO: R$20 (inteira) e R$10 (meia)
ONDE: Espaço Xisto

Calendário das Artes recebe indicações de membros para suas comissões

21 jul

Cidadãos residentes na Bahia podem contribuir com indicação de profissionais para compor as seis Comissões de Seleção da 2ª Chamada do Calendário das Artes 2014. Com o objetivo de intensificar a democratização deste processo seletivo, a Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), convida a sociedade para participar do procedimento de escolha daqueles que vão avaliar e selecionar as propostas inscritas no edital. Para tanto, basta acessar a página www.fundacaocultural.ba.gov.br/calendariodasartes e preencher o formulário digital disponibilizado, até o dia 10 de agosto.

É importante que os indicados tenham experiência comprovada na área artístico-cultural, para que sejam aptos a integrar estas Comissões. Ressalta-se ainda que, em cumprimento ao disposto na Lei Estadual 9433/2005, os membros das Comissões de Seleção e seus parentes de até 2º grau não poderão propor ou participar de projetos para o edital. As indicações recebidas serão analisadas pela Diretoria Geral da FUNCEB, que designará os membros para participar das referidas Comissões.

Sobre a 2ª Chamada do Calendário das Artes 2014 – Até 27 de agosto, estão abertas as inscrições da 2ª Chamada do Calendário das Artes 2014, mecanismo de incentivo a projetos artísticos e culturais de pequeno porte na Bahia, que objetiva estimular o desenvolvimento das artes no estado. O edital concede prêmios de até R$ 13 mil e abrange as áreas de Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música, Teatro e Artes Integradas, com um aporte total de R$ 637 mil para apoiar no mínimo 49 projetos. Nesta 2ª Chamada do ano, o Calendário das Artes se volta a propostas que sejam iniciadas de 1º de dezembro de 2014 a 28 de fevereiro de 2015. São priorizadas as oriundas e/ou realizadas em benefício de populações com menor acesso a produtos culturais e que privilegiem a diversidade cultural.

Com avaliação dos projetos feita de forma territorializada e com os inscritos de cada Macroterritório da Bahia concorrendo apenas entre si, o edital busca abarcar propostas de todas as regiões do estado em quantidade igualitária. As comissões de seleção são específicas para cada Macroterritório e formadas, além de membros do Estado, por representantes locais e de diferentes origens dentro do estado, escolhidos através de consulta pública e a entidades artísticas e culturais das diferentes regiões.

Lançado em 2012, o Calendário das Artes, somando as suas cinco Chamadas já realizadas, disponibilizou um total de R$ 3,016 milhões para a execução de 233 projetos, selecionados dentre um total de 4230 inscritos, e oriundos de 99 municípios, contemplando todos os 27 Territórios de Identidade do estado.

Calendário das Artes – 2ª Chamada de 2014

Indicação de membros para as comissões de seleção

Quando: Até 10 de agosto

Inscrições para o edital

Quando: Até 27 de agosto

Onde: inscrições via Correios, apenas por correspondência registrada ou serviço Sedex e com

Aviso de Recebimento (endereço de postagem descrito no edital)

Inscrições gratuitas

Site: www.fundacaocultural.ba.gov.br/calendariodasartes

Informações: 71 3324-8505 (14 às 18 horas) | calendario.artes@funceb.ba.gov.br

Realização: FUNCEB/ SecultBA

Inscrições para edital Concurso Ideias Inovadoras seguem até 04 de setembro

21 jul

Parceria entre FAPESB e SecultBA premiará pesquisadores e inventores da economia criativa que desenvolvam propostas inéditas com potencial de mercado ou que tenham alguma característica diferente. O aporte total será de R$ 480 mil.

Seguem abertas até 04 de setembro as inscrições para edital Concurso Ideias Inovadoras 2014, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). O certame tem como objetivo disseminar a cultura do empreendedorismo no estado e incentivar o desenvolvimento de ideias inovadoras.

“Os projetos devem explorar novas ideias, que representam pequenos benefícios: um produto, um serviço, um processo, um método ou um sistema que não existia anteriormente, ou que tenha alguma característica nova e diferente”, explica a diretora de Economia da Cultura da SecultBA, Carmen Lima. Nesse campo, as inovações podem se traduzir em diversos aspectos como, por exemplo, o técnico (emprego de materiais alternativos ou formas mais baratas de produção); de gestão ou produção (ferramentas administrativas ou de apoio à produção); ou de distribuição (novas plataformas e estruturas de acesso à produção cultural), entre outros.

Além de reconhecer, premiar e divulgar as ideias inovadoras, o edital promove a participação da comunidade estudantil e acadêmica, pesquisadores, graduados e inventores em ações de empreendedorismo e inovação, oferecendo o aporte de R$ 480 mil, destinados a propostas que, além de criativas, tenham potencial de mercado.

Este ano, atendendo a uma demanda da SecultBA, o edital passou a contar com uma nova categoria: “Inventores da Economia Criativa”. “A inclusão dessa categoria dá um passo importante em uma nova direção, pois além dos tradicionais campos científicos, passa a compreender a importância do fomento à inventividade nos setores de patrimônio, expressões culturais, espetáculos artísticos, literatura, audiovisual, moda, design, e publicidade”, esclarece Carmen.

As inscrições podem ser feitas através do site da FAPESB, por meio do link: www.fapesb.ba.gov.br/?page_id=15942, onde o edital também pode ser acessado. A seleção seguirá as seguintes etapas: inscrição online, com postagem das propostas e documentos solicitados; e, por fim, os selecionados na etapa anterior deverão fazer a defesa oral de suas propostas. Para a escolha dos melhores projetos, serão considerados os seguintes critérios: originalidade, aplicação, impactos da inovação, diferenciação, mercado potencial, perfil do empreendedor ou da equipe e apresentação.

Neste edital, serão contempladas sete categorias, com três propostas premiadas cada: Estudantes de Ensino Médio ou Ensino Profissional Técnico de Nível Médio, Graduandos, Pós Graduandos Lato Sensu e Stricto Sensu, Pesquisadores, Graduados Independentes, Inventores Independentes, e Inventores da Economia Criativa. A premiação contempla três classificações: 1º Lugar, o prêmio será no valor de R$ 15 mil e consultoria da Vilage Marcas e Patentes; para o 2º, o valor será de R$ 10 mil; já o 3º lugar será premiado com R$ 5 mil.

Ações de apoio aos proponentes do edital

Além do apoio institucional, a SecultBA, por meio do Projeto Bahia Criativa, realizará ações de apoio a este edital. Para orientar os proponentes desse edital, será realizada uma mesa com o tema: “Economia Criativa e Inovação”, com a participação dos pesquisadores Gilberto Monte, Cláudio Manoel e Messias Bandeira. O evento está programado para o dia 04 de agosto, no Forte do Barbalho, a partir das 14h.

 

Literatura de Jorge Amado ganha as telonas dos Centros de Cultura da SecultBA

18 jul

cartaz_cpcv_julho -4Duas obras do escritor são destaque do Circuito Popular de Cinema e Vídeo    

No mês Julho a literatura é o tema da mostra “Terças na Tela”, do Circuito Popular de Cinema e Vídeo (CPCV) promovido em parceria pela Diretoria de Espaços Culturais da Secretaria de Cultura do estado e pela Diretoria do Audiovisual (Dimas) da Fundação Cultural nos 17 Centros de Cultura que a SecultBA mantém, 5 na capital e 12 no interior. A mostra acontece nos dias 22 e 29 de julho, com adaptações de duas obras de Jorge Amado: Quincas Berro D’Água (2010), de Sérgio Machado, e Capitães da Areia (2011), dirigido por Cecília Amado, neta do escritor.

O Circuito é uma iniciativa que visa dinamizar e ampliar o uso dos Centros de Cultura. Todos os meses, o CPCV traz filmes atuais e clássicos do cinema, em diversos estilos, sempre pensados dentro de uma temática ou uma homenagem. Ao longo de todo o ano, uma programação intensa ocupa os espaços, toda semana, dentro da mostra “Terças na Tela”. Como o nome diz, às terças-feiras, as exibições acontecem em três horários diferentes, às 10h, 15h e 19 horas, a fim de possibilitar que públicos distintos sejam contemplados.

Confira abaixo a sinopse dos filmes:

Quincas Berro D’Água é ambientado no centro histórico de Salvador e retrata a história de Quincas (Paulo José) um funcionário público cansado da vida que leva. Um dia ele resolve deixar sua família de lado e cair na farra, ganhando fama com a alcunha de Quincas Berro D’Água, o rei dos vagabundos. Quando ele é encontrado morto em seu quarto, sua família resolve apagar os vestígios de sua fase arruaceira e dar-lhe um enterro respeitável. Mas seus amigos comparecem ao local e decidem levá-lo para uma última farra.

Capitães da Areia conta a história de Pedro Bala (Jean Luís Amorim), Professor (Robério Lima), Gato (Paulo Abade), Sem Pernas (Israel Gouvêa) e Boa Vida (Jordan Mateus), adolescentes abandonados por suas famílias, que crescem nas ruas de Salvador e vivem em uma comunidade no “Trapiche”, entre outros jovens e crianças. Eles percorrem a cidade a praticar assaltos, o que faz com que sejam constantemente perseguidos pela polícia. Um dia, Professor conhece Dora (Ana Graciela) e seu irmão Zé Fuinha (Felipe Duarte), que também vivem nas ruas. Ele os leva até o Trapiche, o que desencadeia a excitação dos demais garotos, que não estão acostumados à presença de mulher no local. Pedro consegue acalmar a situação e permite que Dora e o irmão fiquem por algum tempo. Só que, aos poucos, nasce o afeto entre o líder dos Capitães da Areia e a jovem que acabou de integrar o bando.

Serviço
Circuito Popular de Cinema e Vídeo
Mostra Terças na Tela – Literatura
Dias 22 e 29 de Julho
Sessões às 10h, 15h e 19h
Entrada Gratuita
- Confira os horários e endereços de cada centro em espacosculturaisbahia.org

Clementina de Jesus volta a ganhar homenagem no Cine Teatro Solar Boa Vista

18 jul

 

Foto-Gil-Rocha-1-1024x682

Celebração proposta pela cantora Juliana Ribeiro integra a programação Julho + SOLAR do espaço cultural

 

Homenageada da edição passada do Julho + SOLAR, Clementina de Jesus ganha mais uma noite de tributo, este ano em seu aniversário de morte. Na próxima sexta-feira (19), dia em que se completa 26 anos de morte da sambista, a partir das 20h, acontece Um Jantar para Quelé, que será comandada pela cantora e compositora Juliana Ribeiro.

Noite para Clementina começa com a exibição do documentário “Rainha Quelé”, do diretor paulista Werinton Kermes, que também estará presente no evento. A programação tem como foco os hábitos de Clementina, principalmente sua comida preferida. O projeto Ajeúm da Diáspora será o responsável pelo jantar, que traz no cardápio, “Oitili” (bolinho de feijão) e “Angú à Quelé”.

Além do jantar, muita música e dança ao som de Juliana Ribeiro que, juntamente com o Grupo Botequim, recebe diversos convidados como Grupo Barlavento, Mariella Santiago, Claudya Costta, Belpa, Grupo Tapuia, Lia Chaves, Fael I, Carlos Barros, Vércia Gonçalves, Chita Fina, Ênio Bernardes, Jonga Lima, entre outros.

Referência para a musicalidade afro-brasileira, a rainha Quelé, como também era conhecida a sambista, nasceu em Valença, no Rio de Janeiro e foi descoberta como cantora apenas aos 62 anos. Dona de casa e empregada doméstica, Clementina teve contato com a música desde criança, quando ouvia sua mãe entoar antigos cânticos de escravos; e cantava sempre durante seus afazeres na casa de família em que trabalha. Com sua voz grossa e marcante, Clementina foi a responsável por levar o vissungo, o jongo e o maracatu aos palcos brasileiros, mesclando com samba.

 

PROGRAMAÇÃO 19 de Julho (Sexta-feira) – Noite para Clementina 20h – Exibição do filme Rainha Quelé, de Werinton Kermes 21h – Um jantar para Clementina – projeto Ajeúm da Diáspora 21h – Show Juliana Ribeiro com Grupo Botequim e convidados SERVIÇO “Noite para Clementina / Um Jantar para Quelé” – Julho + SOLAR 19 de julho Ingressos: R$ 20 (com direito a jantar); R$ 10 (sem o jantar) Cine Teatro Solar Boa Vista – Parque Boa Vista de Brotas, Engenho Velho de Brotas – Salvador – Bahia – (71) 3116-2000 www.blogdosolar.wordpress.com

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.902 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: