Última semana de programação agita o Cine Teatro Solar Boa Vista

17 dez

É chegada a hora de finalizar o ano e o SOLAR entra em sua última semana de programação!

julianaribeiro_fotosidneyrocharte_web-6

Show Preta Brasileira com JulianaRibeiro – Foto: Sidney Rocharte

O SOLAR está repleto de atividades em sua última semana de programação. Durante toda a semana, de segunda a domingo, muita coisa boa vai passar por aqui! Confira nosso resumo da semana:

Na segunda-feira, 16/12, às 19h, será apresentado “O Jardim Encantado”, espetáculo de dança que conta com a presença de 15 crianças de turmas ballet (de 3 a 11 anos) como apresentação do ano letivo das escolas: Ballet DiDuas e Educandário Ninho das Andorinhas, situadas nos bairros de Saramandaia e Arraial do Retiro, respectivamente. A classificação é livre e os valores das entradas são de R$10,00 a inteira e R$5,00 a meia.

No dia 16, às 17h, acontece o encerramento do período letivo da Escola Municipal Maria José de Paula. Serão apresentadas duas esquetes do grupo de teatro da escola e a solenidade de entrega de certificados para a turma do 9º ano da instituição. O evento conta com público restrito e entrada gratuita. Já na quarta-feira, 17, a sala principal recebe o Recital de Canto da Escola Baiana de Canto Popular, às 20h, realizado pela Escola Baiana de Canto Popular. A classificação é livre e a entrada é R$20,00 a inteira e R$10,00 a meia.

Nos dias 18 e 20 de dezembro acontece no Cine Teatro Solar Boa Vista o FESHAAÇÃO – Festival de artes LGBT. O projeto apresenta atrações teatrais, performáticas, musicais, exposições e filmes que evidenciam a temática da diversidade sexual e da garantia dos direitos da população LGBT. É produzido pela turma do semestre 2014.2 da disciplina de Oficina de Produção Cultural da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia.

No primeiro dia do evento, 18/12, a partir das 15h, haverá a exibição dos filmes Jessy eTatuagem; as exposições Boneca Sai da Caixa e Pendurado no Firmamento; performances de Yuri Tripodi e Misael Franco; e a peça teatral Solo Almodóvar. No dia 20/12, a partir das 19h, será exibido o curta Da alegria, do mar e de outras coisas e o longa-metragem Pinta; logo em seguida terá bate-papo sobre audiovisual e LGBT com os diretores dos dois curtas exibidos durante o festival; e o encerramento fica por conta do show de Portella Açúcar & percussão e da festa Baile Esquema Novo que terá performances de Yuri Tripodi. A entrada do evento é gratuita. Apenas a festa de encerramento terá bilheteria com preços promocionais de R$ 10 (antecipado) e R$ 15 (na hora).

Das partituras para o palco, a poesia vira som e cena teatral no novo show da cantora Juliana Ribeiro, intitulado “Preta Brasileira”. São três linguagens reunidas que culminam numa experiência multi-artística, em que músicas são interpretadas por personagens e poesias se misturam com canções. O novo espetáculo terá três exibições, no Teatro Solar Boa Vista, com estréia no próximo dia 19 de dezembro, às 20:30h, com ingressos a R$ 20 (meia para todos mediante doação de 1 kg de alimento) e R$ 40 inteira.

Na última atividade do ano, dia 21 o SOLAR vai receber o Batizado de capoeira e troca de cordão da Associação Cultural Capoeiragem Regional às 08h. A classificação é livre e a entrada é gratuita. E a tarde, às 16h, a apresentação do grupo Vozes do Engenho cantando canções de Natal.

O Solar suspende as atividades a partir do dia 22/12 retomando suas atividades culturais no dia 06/01/15 com a programação Verão no SOLAR 40º, que acontece de 06/01 a 11/02.

É Verão! #OcupeseuEspaço

15 dez

Renato Piaba Divulgação

 

Atividades no Verão esquentam a programação dos Espaços Culturais da SecultBA

 O Verão traz dias mais longos e quentes e, junto com eles, aumenta a vontade de sair e as ofertas da agenda cultural da cidade. Os Espaços Culturais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) também embarcam na onda da estação e lançam a campanha “É Verão #OcupeseuEspaço”, que chama a atenção para vasta e diversa programação desta rede que se espalha por 17 cidades de todo o estado. É assim que, de 05 de janeiro a 11 de fevereiro, toda a grade de apresentações foi pensada para transmitir essa energia de verão, com espetáculos de humor, festival de comédias, mostras de dança, shows, exposições, saraus, luaus, oficinas, jam session, bate papo, cultura Hip Hop, peças de teatro e festival de música.

Dentre os destaques, nomes como Renato Piaba e Pisit Mota  ; Sortilégio, a mais nova montagem da Cia Teatral Abdias do Nascimento, com direção de Ângelo Flávio; A História das Escolas de Samba da Bahia;Oficinas do 19º Festival de Música Instrumental da Bahia; e o concurso Miss Beleza Internacional Gay 2015. Tudo a preços promocionais ou com entradas gratuitas.

O mote da campanha é inspirado no Programa de Dinamização de Espaços Culturais – Ocupe Seu Espaço, um conjunto de ações e projetos encabeçados pela DEC/ SecultBA (Diretoria de Espaços Culturais), a fim de promover o uso democrático dos Centros de Cultura, tanto do ponto de vista do público, como da ocupação da pauta. E o verão, tempo de férias e tradicionalmente de muitas festas, é um momento especial para isso, já que conta com pré-disposição de todos os lados. Confira a programação completa no site da SecultBA e no blog da Diretoria de Espaços Culturais: www.cultura.ba.gov.br eespacosculturaisbahia.org.br.

Espaços Culturais SecultBA

A Secretaria de Cultura do Estado mantém 17 Centros Culturais espalhados pelo interior geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC). Destes, 5 encontram-se na capital e 12 em diferentes territórios de identidade da Bahia, nos municípios de Lauro de Freitas, Feira de Santana, Valença, Juazeiro, Alagoinhas, Santo Amaro, Guanambi, Porto Seguro, Itabuna, Vitória da Conquista, Jequié e Mutuípe. Em Salvador, eles são: Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro de Cultura de Plataforma e Espaço Cultural Alagados.

FESHAAÇÃO – Festival de Artes LGBT

15 dez

impresso-32

Nos dias 18 e 20 de dezembro acontece no Cine Teatro Solar Boa Vista o FESHAAÇÃO – Festival de artes LGBT. O projeto apresenta atrações teatrais, performáticas, musicais, exposições e filmes que evidenciam a temática da diversidade sexual e da garantia dos direitos da população LGBT. É produzido pela turma do semestre 2014.2 da disciplina de Oficina de Produção Cultural da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia.

No primeiro dia do evento, 18/12, haverá a exibição dos filmes Jessy e Tatuagem; as exposições Boneca Sai da Caixa e Pendurado no Firmamento; performances de Yuri Tripodi e Misael Franco; e a peça teatral Solo Almodóvar.

No dia 20/12, será exibido o curta Da alegria, do mar e de outras coisas e o longa-metragem Pinta; logo em seguida terá bate-papo sobre audiovisual e LGBT com os diretores dos dois curtas exibidos durante o festival; e o encerramento fica por conta do show de Portella Açúcar & percussão e da festa Baile Esquema Novo que terá performances de Yuri Tripodi.

A entrada do evento é gratuita. Apenas a festa de encerramento terá bilheteria com preços promocionais de R$ 10 (antecipado) e R$ 15 (na hora).

Programação:

Dia 18/12

Exibição dos filmes ‘Jessy’ e ‘Tatuagem’ - 15h

Jessy

Paula Lice, Rodrigo Luna e Ronei Jorge, BA | 15’, Digital, 2013

Jessy é a versão curta do documentário Jéssica Cristopherry. Assim se chamavam todas as personagens de infância de Paula Lice. Atriz, dramaturga e mulher, Paula conta com o apoio das madrinhas Carolina Vargas, Gina d’Mascar, Mitta Lux, Rainha Loulou e Valérie O’hara, para resgatar Jéssica Cristopherry e realizar o desejo de ser transformista. O filme de estreia de Buh!fu Filmes, parceria entre os artistas Rodrigo Luna, Ronei Jorge e Paula Lice, documenta a construção de Jéssica Cristopherry e carinhosamente homenageia a cena transformista soteropolitana.

Tatuagem

Hilton Lacerda, PE | 110’, Digital, 2013

Ano de 1978. No Brasil, a ditadura militar, ainda atuante, mostrava sinais de superação. Um teatro/cabaret de fundo anarquista, o Chão de Estrelas, que reunia intelectuais e artistas, junto a seu tradicional público de homossexuais, ensaiava a resistência pelo deboche e pela anarquia. Clécio, 32 anos é o líder dessa trupe. Sua personalidade forte e imperativa garante-lhe autoridade. Sua vida muda ao conhecer Fininha, apelido do soldado Arlindo, 18 anos. Recruta do interior e que serve ao exército da capital, é cunhado de um dos membros da trupe. Clécio inicia com Filinha um romance onde as relações de poder se estabelecem de forma enviesada. O amor que germina desse confronto é pautado pelo conflito entre dois mundos.

Exposições Boneca Sai da Caixa e Pendurado no Firmamento.

A Exposição do ilustrador Pedro Magalhães, conhecido por seus trabalhos intitulados “Pendurado no Firmamento”, será realizada no palco do foyer do Solar Boa Vista, durante o festival. Procurando dar um tom de metalinguagem as ilustrações estarão penduradas por fitas coloridas do Senhor do Bonfim, onde serão expostas e postas à venda. As ilustrações do “Pendurado no Firmamento” têm em sua linguagem temas em tom de protesto e afirmação, feitas de forma autoral. Os desenhos completam a exposição posta no foyer, que também contará com fotografias do ensaio Boneca Sai da Caixa, desenvolvido pela equipe do Labfoto, da FACOM/UFBA.

Performances de Yuri Tripodi e Misael Franco

As performances irão anteceder o espetáculo Solo Almodóvar.

Teatro: Solo Almodóvar – 20h, gratuito.

Dolores é uma travesti aficionada pela Espanha, que canta e conta histórias da sua vida, interpretada pela atriz Simone Brault. A peça promove reflexões acerca das paixões humanas, além de questões de gênero e sexualidade. Isso tudo sem deixar de ter elementos típicos das obras de Almodóvar: sarcasmo, humor e melodrama.

Direção: Djalma Thürler | Texto: Vinnicius Morais | Atriz: Simone Brault

Dia 20/12

Exibição dos filmes ‘Da alegria, do mar e de outras coisas’ e ‘Pinta’ – 19h, gratuito

Da alegria do mar e de outras coisas

Ceci Alves, BA | 13’, Digital, 2012

Baseado em fatos reais, conta a história de Nem Glamour, travesti que faz shows na noite e testemunhou a morte de sua melhor amiga, a também travesti Joy, em um crime de ódio. Por denunciar os algozes, ela se vê obrigada a fugir do país – não sem antes se despedir.

Pinta

Jorge Alencar, BA | 72’, Digital, 2013

Pinta estabelece um cruzamento entre performance e cinema numa relação intensa com a cidade de Salvador – suas ruas, paisagens e personagens – buscando um sentido amplo de sincretismo e carnavalidade.

Bate-papo sobre audiovisual e LGBT – 21h, gratuito.

O bate-papo conta com a presença de Ceci Alves, diretora e roteirista do curta-metragem ‘Da alegria, do mar e de outras coisas’; Paula Lice, Rodrigo Luna e Ronei Jorge, diretores do curta-metragem ‘Jessy’.

Baile Esquema Novo

Abertura: Portella Açúcar & percussão

Performance de Yuri Tripodi – 22h, preços promocionais: R$ 10 (antecipado) | R$ 15 (na hora).

O encerramento do Feshaação será comandado pelo Baile Esquema Novo. Antes da discotecagem, haverá o show de Portella Açúcar & percussão, além da performance de Yuri Tripodi que fará intervenções durante a festa.

Festival celebra diversidade cultural no Subúrbio Ferroviário

11 dez

Produção cultural de jovens negros é tema de evento que ocorre neste final de semana

Page1

Um encontro produzido com e para jovens do Subúrbio Ferroviário de Salvador. Esse é o objetivo do “Festival das Periferias: Subúrbio na Diversidade” que ocorre entre os dias 12 e 13 de dezembro no Centro de Referência do Parque São Bartolomeu. O evento faz parte das ações do Projeto de Formação em Produção Cultural, realizado pela ONG Cipó Comunicação Interativa e patrocinado pela Petrobras por meio da seleção pública Integração Petrobras Comunidades.

O Festival trará um conjunto de oficinas e atrações culturais nas mais diversas linguagens: dança, música, fotografia, grafite, rádio, vídeo, produzidas por grupos culturais juvenis do Subúrbio Ferroviário de Salvador. O primeiro dia ainda contará com o lançamento da campanha “Ei, Pega Visão! Jovem Consciente é Jovem Diferente” que aborda o consumo indevido de bebidas alcoólicas por adolescentes e jovens

Campanha Ei, Pega Visão! Jovem Consciente é Jovem Diferente

A campanha produzida pelos jovens em formação na Agência de Comunicação do Subúrbio marca o fim do processo do ciclo anual de mobilizações da turma. A ideia é abordar o problema do consumo de bebidas alcoólicas por adolescentes e jovens a partir de uma linguagem e conteúdos próximos ao cotidiano da juventude da periferia. Compõem a campanha peças de rádio, vídeo, fotografia e Design Gráfico.

A Agência de Comunicação do Subúrbio é um projeto da Cipó Comunicação Interativa, financiado pelo Fundo Estadual dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes – FéCriança e pelo Programa Jovens de Responsa da AMBEV. Essa ação também conta com o apoio da Associação de Moradores do Núcleo Habitacional Joanes Leste e do Centro Cultural Plataforma.

O Projeto de Formação em Produção Cultural e Cultura Digital

O Projeto Produção Cultural e Cultura Digital foi contemplado pela seleção pública Integração Petrobras Comunidades, que é voltada para o desenvolvimento de projetos em comunidades do entorno das unidades da companhia. Por meio dela, a Petrobras reforça o compromisso de contribuir para o desenvolvimento sustentável das regiões onde atua, além de promover a democratização do acesso a seus recursos e a transparência na escolha dos projetos selecionados.

O objetivo do projeto é contribuir para a qualificação profissional, empreendedorismo e inserção no mercado da economia criativa de jovens do Subúrbio Ferroviário de Salvador. A iniciativa prevê a formação e articulação de coletivos culturais juvenis do Subúrbio Ferroviário de Salvador. Essa ação também conta com apoios estratégicos da Faculdade de Comunicação da UFBA, Sesi Rio Vermelho, Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – SETRE, Centro Cultural Plataforma e Associação de Moradores de Plataforma.

Serviço:

O que? Festival das Periferias: Subúrbio na Diversidade

Quando: dias 12 e 13 de dezembro

Onde: Centro de Referência do Parque São Bartolomeu

Contatos: Geise Oliveira (8181-7431), Leandro Vilas Verde (8187-3769)

Programação do Festival

12/12 – Sexta-feira

08:30 – Capoeira

09:10 – Oficinas: formação em mediador de leitura, grafite, poesia.

12:00 – Intervalo

13:30 – Lançamento da Campanha “Ei, Pega Visão! Jovem Consciente é Jovem Diferente” da Agência de Comunicação do Subúrbio.

14:30 – Renascer Dance

15:00 – Grupo Conspiração

15:30 – Ns Crew

16:00 – Street Dance de Alagados

16:30 – Corpo de Baile Raizes Black

13/12 – Sábado

09:30 – Mostra expositiva das oficinas

11:00 – Teatro Raízes de Pirajá

12:00 – Intervalo

14:00 – Batalha Lição Final e Thor

14:30 – Desfile da Beleza Negra

15:20 – Samba dos Amigos

15:40 – Escolha da musa

15:50 – Tallowah

16:20 – Encerramento

Temporada Verão Cênico chega à 3ª edição com 34 espetáculos em 18 cidades da Bahia

5 dez

webflyer_temporadaverãocênico Programação com espetáculos de teatro e de circo vai estrear no dia 24 de novembro e segue até 7 de dezembro

Os motores do verão baiano começaram a ser aquecidos. O motivo da efervescência precoce é a realização da Temporada Verão Cênico, evento que chega à 3ª edição entre os dias 24 de novembro e 7 de dezembro. Durante 14 dias seguidos, 34 espetáculos farão 108 apresentações em Salvador e mais outras 17 cidades baianas de todos os seis macroterritórios da Bahia. Realizado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), o Verão Cênico cumpre a função de estimular a difusão do teatro e do circo baianos, valorizando a circulação dentro do próprio estado, em todas as regiões.

>> Acesse a programação completa da Temporada Verão Cênico 2014

De acordo Nehle Franke, diretora geral da FUNCEB, a Temporada Verão Cênicocompreende que a circulação de espetáculos das áreas das artes cênicas requer um suporte financeiro e logístico considerável para acontecer, em especial se a proposta for de uma difusão em contextos mais amplos. “É uma obrigação do Estado investir na difusão e no acesso a espetáculos de teatro e de circo baianos dentro da própria Bahia, com o máximo de capilarização territorial”. Assim, assume-se o compromisso de promover a diversidade cultural através da diversificação de criadores e públicos, oportunizando a mais baianos o contato com esta atual produção cênica estadual.

Mistura de linguagens – A grande novidade desta edição é a adesão do circo ao Verão Cênico. “Essas linguagens vão se contagiando positivamente para melhorar o alcance do projeto. São participações que complexificam a ação de maneira benéfica e fortalecem as perspectivas das próximas edições”, explica Maria Marighella, coordenadora de Teatro da FUNCEB. Segundo ela, o projeto nasceu com a vocação de trabalhar a vascularização das artes cênicas na Bahia: “para consolidar o investimento público, é necessário trabalhar a distribuição”, afirma.

Vika Mennezes, coordenadora de Circo, afirma que essa é uma iniciativa inédita no que diz respeito ao fomento à atividade circense baiana, pela primeira vez integrada a um projeto específico de difusão. “Diversas cidades baianas vão contemplar espetáculos de palco e de rua, números circenses, além de uma categoria específica que oportuniza que circos itinerantes apresentem espetáculos nas próprias lonas”.

Espetáculos selecionados – Os 34 espetáculos foram selecionados a partir de edital público, que contou com 92 inscritos, 26 deles oriundos do interior baiano, representando 28% do total. A proporção é a mesma quanto ao resultado da seleção, em que 10 selecionados são de Eunápolis, Ibicoara, Jequié, Juazeiro, Palmeiras, Valença ou Vitória da Conquista. De acordo com Marighella, a intenção é apresentar um panorama diverso de produtos cênicos baianos.

A comissão de seleção seguiu três critérios básicos para a seleção: qualidade e mérito artísticos; trajetória dos grupos; e exequibilidade dentro do Verão Cênico. “Vocação para o deslocamento e para alcançar novas plateias é uma das características centrais do projeto”, esclarece a gestora.

A grade é montada em quatro mostras, referentes às categorias de inscrição. Na primeira, Temporada em Movimento, 15 espetáculos de teatro e de circo vão fazer, cada um, quatro apresentações entre os palcos do projeto. Na categoria 2 – Mostra Cenas Curtas, 10 espetáculos de cenas curtas ou números circenses farão apresentações em números variados nos foyers, pátios dos espaços. Na categoria 3 – Mostra Espetáculos de Rua, oito espetáculos teatrais ou circenses ocuparão as ruas das cidades integrantes, em duas apresentações cada. E na categoria 4 – Circo em Lona, um espetáculo circense fará quatro apresentações em sua própria lona.

Mais cidade e espaços – As duas edições anteriores do projeto (2011/2012 e 2013) reuniram um público total de 20 mil pessoas. Neste ano, o maior número de cidades envolvidas promete uma abrangência ainda maior. “A nossa rede foi ampliada por conta da importância do trabalho com os equipamentos culturais das cidades envolvidas no projeto”, comenta Maria Marighella. O Verão Cênico avança na territorialização e tem interesse em chegar para os diversos públicos das mais distintas linguagens teatrais e circenses.

A programação se espalhará em 14 espaços culturais em todo o estado. Em Salvador, são cinco palcos: Centro Cultural Plataforma, Cine-Teatro Solar Boa Vista, Espaço Cultural Alagados, Teatro Gamboa Nova e Teatro SESC-SENAC Pelourinho. No interior, os espaços se distribuem em nove cidades: Casa Anísio Teixeira (Caetité), Centro de Cultura Amélio Amorim (Feira de Santana), Centro de Cultura João Gilberto (Juazeiro), Centro de Cultura Olívia Barradas (Valença), SESC Santo Antônio de Jesus, Teatro Dona Canô (Santo Amaro), Teatro SESC Barreiras, Teatro SESC Jequié e Tenda do Teatro Popular de Ilhéus. Para completar, os municípios de Cipó, Esplanada, Eunápolis, Itaberaba, Jacobina, Serrinha e Vitória da Conquista, além da capital, receberão espetáculos de rua. Por fim, haverá apresentações em circo de lona em Caraíbas.

Temporada Verão Cênico 2014

Quando: 24 de novembro a 7 de dezembro

Temporada em MovimentoMostra Cenas Curtas

= Salvador

- Centro Cultural Plataforma

- Cine-Teatro Solar Boa Vista

- Espaço Cultural Alagados

- Teatro Gamboa Nova

- Teatro SESC-SENAC Pelourinho

= Barreiras: Teatro SESC Barreiras

= Caetité: Casa Anísio Teixeira

= Feira de Santana: Centro de Cultura Amélio Amorim

= Ilhéus: Tenda do Teatro Popular de Ilhéus

= Jequié: Teatro SESC Jequié

= Juazeiro: Centro de Cultura João Gilberto

= Santo Amaro: Teatro Dona Canô

= Santo Antônio de Jesus: SESC Santo Antônio de Jesus

= Valença: Centro de Cultura Olívia Barradas

Mostra Espetáculos de Rua

Ruas e praças de Salvador, Cipó, Esplanada, Eunápolis, Itaberaba, Jacobina, Serrinha e Vitória da Conquista

Circo em Lona

Apresentação do circo Shallon, em Caraíbas

Valores de ingressos: a preços populares, variam entre os espaços (entre Grátis e R$ 10)

Apresentações em rua são gratuitas

Produção: Dimenti

Parceiros: Casa Anísio Teixeira/ Teatro Gamboa Nova/ Teatro Popular de Ilhéus/ SATED-Bahia

Apoio: SESC Bahia

Correalização: DEC/ Sudecult/ SecultBA

Realização: Dirart/ FUNCEB/ SecultBA

Juliana Ribeiro lança novo show ‘Preta Brasileira’ em temporada de verão em Salvador

4 dez


10531228_611916858906186_4470178711857722835_o

Cantora e compositora faz três apresentações no Teatro Solar Boa Vista, com estreia no próximo dia 19 de dezembro

Das partituras para o palco, a poesia vira som e cena teatral no novo show da cantora Juliana Ribeiro, intitulado “Preta Brasileira”. São três linguagens reunidas que culminam numa experiência multi-artística, em que músicas são interpretadas por personagens e poesias se misturam com canções. O novo espetáculo terá três exibições, no Teatro Solar Boa Vista, com estréia no próximo dia 19 de dezembro. A outras apresentações acontecem no dia 16 de janeiro e no dia 20 de fevereiro, sempre às 20:30h, com ingressos a R$ 20 (meia para todos mediante doação de 1 kg de alimento) e R$ 40 inteira.

O verão de Juliana Ribeiro mais uma vez utiliza a música como pano de fundo para reverenciar outras formas de arte e para falar de temas que, embalados pela poesia, ganham força. “Preta Brasileira”, canção inédita composta pela artista, dá nome ao show e  fala de miscigenação racial e das inúmeras denominações para os tons de pele do brasileiro. A letra é irreverente e fala da mulher negra contemporânea, inspirada na própria vivência da compositora. “A ideia é abordar temas atuais e agregar várias linguagens dentro do show, dando vida aos personagens que compõem cada canção”, adianta Juliana.

Com direção artística da própria cantora, ‘Preta Brasileira’ traz duetos cênicos entre a artista e o ator Pedro Rosa de Moraes, casando teatro e música e imprimindo um clima divertido ao show. Já Vinicius de Moraes, Paulo Leminski e Cecília Meirelles foram os parceiros poéticos escolhidos por Juliana para seu espetáculo multi-artístico. “O show tem a música como pano de fundo para dialogar com o teatro, a poesia e a arte performática”, destaca Juliana

No repertório, Juliana lança mais três canções inéditas, além da homônima ao show. São elas “Canto de Olorum”, de Gerônimo, “Cantador do Sertão”, de Seu Reginaldo Souza, e “Rainha Ginga”, uma homenagem da artista à eterna Clementina de Jesus, em parceria com Lia Chaves. Entre as boas surpresas do show, também está um autêntico boas-vindas que Juliana escolheu para receber o público e iniciar o espetáculo. Como um presente de Olorum, ela surgirá do teto do Teatro Solar Boa Vista.

Em destaque, outras duas músicas consagradas no cenário nacional incrementam o repertório do show: “Carcará” (João do Valle e José Cândido, 1964), que ganha nova roupagem e ancora um discurso reflexivo da cantora contra a prostituição infantil no nordeste brasileiro; e “Galope”, canção composta por Gonzaguinha em 1974 e que remete ao Baião, ritmo universalizado no país por Gonzagão, pai do cantor. A obra visceral do mestre Gonzaguinha dialoga com a trama poética e teatral traçada por Juliana Ribeiro.

 

A cada edição, a cantora promete convidar um artista do cenário local ou nacional. Projeções fotográficas de Gal Meirelles, doutora e antropóloga, farão parte da cenografia do espetáculo. Na estreia, a exposição ‘A Cor do Invisível’ vai dialogar com outros elementos cênicos escolhidos para compor o show. Em cada apresentação, uma exposição diferente.

A pesquisa focada nas raízes do samba permanece norteando o trabalho de Juliana Ribeiro. Desta vez, ela traz para o palco ritmos ancestrais como vissungo (dialeto ainda falado no sudeste brasileiro),o côco de roda, o  maxixe, chamado pela artista de avô do samba. Zé Ketti, Paulinho da Viola, Sinhô, Roque Ferreira fazem parte do set list da artista.

Uma homenagem afetiva também marca a temporada da cantora. Neta de Herondino Joaquim Ribeiro, um dos 11 estivadores que fundaram o Afoxé Filhos de Gandhy em 1948, a cantora irá reverenciar os 66 anos de existência do grupo.

Os músicos André Tigana, Luciano Chaves, Tedy Santana e Sérgio Müller vão acompanhar a artista nessa odisseia poética e teatral, que tem direção musical de Duarte Velloso e Ricardo Hardmann.

Teatro Solar Boa Vista

No dia 6 de julho de 2014, o Cine Teatro Solar Boa Vista completou 30 anos. Situado no bairro de Brotas, em Salvador, o local foi inaugurado em 1984 com o objetivo de levar lazer e entretenimento para a comunidade da região. O espaço fica no Parque Solar Boa Vista, onde o poeta abolicionista Castro Alves morou. O local também já foi hospital psiquiátrico São João de Deus, depois batizado de Juliano Moreira, e já recebeu a sede da Prefeitura Municipal de Salvador. A década de 1980 marcou o auge de apresentações de artistas nacionais e locais. Cássia Eller, Ivete Sangalo, Armandinho, Djavan, Nana Caymmi, Luiz Caldas, Márcia Short, Lázaro Ramos e Vagner Moura estão entre os nomes que já passaram pelo palco do Solar, dentre tantos outros. Com o formato que remete a um avião, o Cine-Teatro tem a sala de apresentações intitulada Silvio Robatto, em homenagem ao arquiteto que o projetou.

Mais Juliana

Juliana Ribeiro é uma artista expoente no cenário da música brasileira. Dona de uma aplaudida performance de palco e admirada pela bela voz, Juliana também surpreende quando faz da música um veículo de divulgação da pesquisa como historiadora e mestre em Cultura e Sociedade, que desnuda as origens do samba. Por ela, a origem do samba é narrada através da própria música. Juliana apresenta um repertório que engloba três séculos de canção, (XIX à XXI) contando a história do samba através de ritmos diversos como o Lundu, o Jongo, o Maxixe, os Sembas Angolanos, o Batuque e os Sambas-de-Roda.

A carreira solo, iniciada em 2007, é marcada por apresentações em grandes palcos: Teatro Castro Alves, Concha Acústica, Teatro SESC , SESI, Gamboa Nova, Livraria Cultura – Eva Herz, Teatro IRDEB, Parque da Cidade, Largos e Praças do Pelourinho, Música no Porto,Bloco Afro Ilê Aiyê, trios elétricos Amor e Paixão, Soweto e Parada Gay de Salvador. Já dividiu palco com grandes nomes da MPB como Jair Rodrigues,Riachão, Rosa Passos, Nelson Rufino, Paula Lima, Sandra de Sá, Edil Pacheco,Jussara Silveira,Roberto Mendes, Tereza Cristina, Leci Brandão, Jota Veloso, Dudú Nobre,Neguinho da Beija-Flor, entre outros.

 


Ficha técnica

Direção artística e concepção: Juliana Ribeiro

Direção musical: Duarte Velloso e Ricardo Hardmann

Músicos: Luciano Chaves, Tedy Santana, André Tigana e Sérgio Müller

Participação teatral: Pedro de Rosa Moraes

Técnico de Som: Caji

Fotos: Sidney Rocharte

Maquiagem: Roberto Rosa.


Serviço:

O quê: Lançamento do show “Preta Brasileira”, de Juliana Ribeiro

Quando: 19/12, 16/01, 20/02, sempre às 20:30h

Onde: Cine-Teatro Solar Boa Vista, Brotas, Salvador

Quanto: R$ 20 (meia para todos mediante a doação de 1 kg de alimento) e R$ 40 (inteira)

Espaço Xisto Bahia tem o maior público dos últimos quatro anos

4 dez

Os números confirmam: mais pessoas assistiram espetáculos de teatro, dança e música no Espaço Xisto Bahia no último quadriênio.  O balanço de público apresenta um total de 20.604 pessoas, um aumento de 51% de espectadores em relação a 2011, que teve 13.603. O Xisto é um dos espaços da Secretaria de Cultura do Estado Da Bahia (SecultBA) em Salvador  e contempla em sua programação, além de projetos regulares da casa, os que são realizados em parceria com artistas e produtores externos e ações regulares do Programa de Mobilização Xisto Amigo.

Os dados referem-se ao público atingido ao longo das 259 sessões realizadas no espaço até 30 de novembro. O aumento de espectadores reflete o interesse dos artistas e produtores em realizar no Xisto as suas atividades além da participação efetiva da sociedade soteropolitana na cena cultural local. A ideia é chegar aos 23 mil espectadores até o final de dezembro.

A coordenadora do Espaço Xisto, Isabela Silveira, comemora: “os dados são apresentados com parâmetros quantitativos mas posso garantir que em termos de qualidade e diversidade as ações aqui realizadas igualmente traduzem a força de nossa produção artística baiana. Vivemos um momento de aprimoramento e crescimento que merece ser compartilhado com todos e todas que fazem desta casa um espaço tão dinâmico”.

Entre outros projetos que acontecem no espaço, estão os regulares: “Oficinas livres de verão”, “Encontros de domingo”, “Festival Xistinho – Arte, brincadeira e traquinagem”, “Danças do mundo”, “Maio na música” e “Semana da cultura negra”. Vale destacar também os projetos parceiros, realizados artistas e produtores externos de forma regular no espaço, como o “Tabuleiro da dança”, “Festival Vivadança”, o “FIAC – Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia” e a “Jornada de Dança da Bahia”. Além disso, acontecem no Xisto as ações regulares do Programa de Mobilização Xisto Amigo, a exemplo das temporadas populares de espetáculo e visitas guiadas para grupos.

Com o objetivo de divulgar os resultados de público e a previsão de projetos para 2015, será realizado um evento aberto ao público no próximo dia 15, às 19h. A ação contará com participação de artistas, produtores, gestores, parceiros institucionais e comunidade frequentadora do Espaço Xisto, além de uma apresentação musical.

>> Confira a programação do Espaço Xisto Bahia

Sobre o Espaço Xisto

Inaugurado em 1988, o Espaço Xisto Bahia está localizado no Complexo Cultural dos Barris, que abriga também a Biblioteca Pública do Estado da Bahia e a DIMAS. O espaço recebe, principalmente, espetáculos de teatro e dança, e comporta também shows de música e exposições de artes visuais. As apresentações podem ocorrer na sala principal ou no foyer do espaço. O Xisto conta ainda com um grande acervo de teatro, composto por fotos, textos, jornais, revistas, cartazes, programas, entre outros materiais que fazem parte da memória das artes cênicas baianas desde 1940. O espaço dispõe de 01 sala principal com palco italiano, com acessibilidade e capacidade para 190 lugares; 02 salas de ensaio; 01 sala de reuniões; e foyer / galeria.

Espetáculo Os Saltimbancos integra programação do Solar nesta quarta

3 dez

os-saltimbancos-da-esperanca-5

O musical infanto-juvenil transpõe para o circo o clássico conto “Os Músicos de Bremen”, dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm. Na montagem, a dona de um circo, uma cigana ambiciosa, decide vendê-lo para uma igreja, buscando saldar suas dívidas. Inspirados pela união do jumento, da galinha, do gato e do cachorro, os artistas imitam os personagens da fábula e lutam para manter a sobrevivência de um circo ameaçado de extinção.

A programação completa de dezembro pode ser acessada aqui!

Serviço:

O que: Programação Dezembro – Aquecendo Verão SOLAR 40º! | Verão Cênico 2014

Onde: Cine Teatro Solar Boa Vista, Eng. Velho de Brotas, Parque Solar Boa Vista

Quando: 03 de dezembro às 15h

Quanto: R$ 2,00 (Inteira) e R$ 1,00 (Meia)

Cine Teatro Solar Boa Vista apresenta “Aquecendo – Verão Solar 40º”

28 nov

Solo Almodovar

 

Em dezembro o SOLAR apresenta uma programação diversificada como um esquente da programação Verão no SOLAR 40º

Em ritmo de verão e fim de ano, o Cine Teatro Solar Boa Vista apresenta durante todo o mês de dezembro, uma programação especial “Aquecendo – Verão Solar 40º”. Localizado no bairro Engenho Velho de Brotas, o espaço cultural traz do dia 02 até o dia 21, diversificação em eventos com espetáculos teatrais, concertos, shows e muito mais.

Para abrir a programação, os espetáculos teatrais do projeto Verão Cênico, que acontecem no dia 02, trazem as obras Hermínia Miryam, a paixão de Eros e Solo Almodóvar. Com entradas de R$2,00 a inteira e R$1,00 a meia e início às 20h. No dia 03, às 15h, o público infantil se diverte com o espetáculo “Os Saltimbancos da Esperança”, livre adaptação de “Os Músicos de Bremen” dos Irmãos Griim. Com entradas de R$2,00 a inteira e R$1,00 a meia.

O primeiro final de semana de dezembro, nos dias 5, 6 e 7, será marcado pela peça Sortilégio II – Mistério Negro de Zumbi Redivivo, uma nova montagem do ator e diretor Ângelo Flávio em comemoração aos 10 anos de fundação do Coletivo de Atores Negros Abdias Nascimento e o centenário do artista e militante que dá nome ao grupo. O espetáculo tem classificação de 18 anos e entradas de R$4,00 a inteira e R$2,00 a meia e início às 20h na sexta (5) e no sábado (6) e às 19h no domingo (7).

Na terça-feira, dia 9, acontece o Concerto de Encerramento da Orquestra Pedagógica Experimental (OPE) às 19h com entrada gratuita. No dia seguinte, 10/ 12, o Cine Teatro é ocupado pelo projeto Bigbands vai à Escola – Festival Inter Escolar de Hip Hop. O evento contará com apresentações de Break, Grafite, Rap e Dj, além de um bate papo com MC Marechal do Rio de Janeiro e o show da banda baiana Fúria Consciente . A classificação é livre e a entrada é gratuita, porém o público é restrito por ser direcionado a convidados. Essa atividade é promovida pela Secretaria Municipal de Educação.

Para abrir a semana, no domingo, dia 14, o espaço recebe às 16h o show Amor a Vida com Celson Vazedo e convidados, promovido por Celson Vazedo e Banda P.D.2. A Classificação é livre e a entrada é gratuita.  Na segunda-feira, às 19h, será apresentado “O Jardim Encantado”, espetáculo de dança que conta com a presença de 15 crianças de turmas ballet (de 3 a 11 anos) como apresentação do ano letivo das escolas: Ballet DiDuas e Educandário Ninho das Andorinhas, situadas nos bairros de Saramandaia e Arraial do Retiro, respectivamente. A classificação é livre e os valores das entradas são de R$10,00 a inteira e R$5,00 a meia.

No dia 16, às 17h, acontece o encerramento do período letivo da Escola Municipal Maria José de Paula. Serão apresentadas duas esquetes do grupo de teatro da escola e a solenidade de entrega de certificados para a turma do 9º ano da instituição. O evento conta com público restrito e entrada gratuita. Já na quarta-feira, 17, a sala principal recebe o Recital de Canto da Escola Baiana de Canto Popular, às 20h, realizado pela Escola Baiana de Canto Popular. A classificação é livre e a entrada é R$20,00 a inteira e R$10,00 a meia.

Nos dias 18, quinta, e 20, sábado, acontece o Festival LGBT FeshAAção. A turma do curso de graduação em Produção em Comunicação e Cultura da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, promoverá as múltiplas linguagens (artes cênicas, audiovisual, fotografia) nos dois dias de apresentações e debates. O evento será produto da disciplina Oficina de Produção Cultural.

Na tomada de fôlego do festival, na sexta-feira, 19, Juliana Ribeiro vem com seu projeto Amarelo-verão 2014/ 2015: Show Preta Brasileira às 20h. A classificação é livre e os ingressos tem os valores R$40 e R$20 (meia). Lembrando que quem trouxer 1kg de alimento também paga meia. Na última atividade do ano, dia 21 o SOLAR vai receber o Batizado de capoeira e troca de cordão da Associação Cultural Capoeiragem Regional às 13h. A classificação é livre e a entrada é gratuita.

O Solar suspende as atividades a partir do dia 22/12 retomando no início de 2015 com a programação do Verão no SOLAR 40º, que acontece de 06/01 a 11/02.

Serviço:
Programação Dezembro – Aquecendo Verão SOLAR 40º!
Data: De 02 a 21 de dezembro
Local: Cine Teatro Solar Boa Vista, Eng. Velho de Brotas, Parque Solar Boa Vista
Consultar classificação de cada espetáculo
Contato: 71 3116 2000 | divulgacao.solar@gmail.com
Blog: blogdosolar.wordpress.com
Fan page do SOLARAssessoria de Comunicação

 

Circuito dos Credenciados Chega ao Teatro Dona Canô

24 nov

1511181_736672696412894_1740895320857805517_n

 

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.043 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: